Mau do século 21.

Estava refletindo sobre algo e decidi escrever sobre aqui no blog.

O que nos prende nas situações que vivemos ? As pessoas, as incertezas e o momento que estamos passando. Vivemos em um século em que nos foi imposto o sucesso e estabilidade financeira aos 20.

Nós formamos no ensino médio e “já” temos pressa em começar uma faculdade que normalmente nós possa no futuro dar estabilidade, queremos aos 20 e pouco ja estar bem financeiramente. Para alguns isso é possível para outros não, isso não é um fracasso. Tudo tem seu tempo e cada pessoa tem o seu próprio tempo, não é porque seu amigo ja tem um apartamento próprio aos 25 que você também precisa ter.

Temos que parar de medir nossas vidas com base na dos outros, temos que viver da nossa forma e o principal no nosso tempo.

E se você esta na faculdade estudando e se sente incerta quanto ao seu futuro depois da faculdade, em relação a empregos e ascensão financeira. Respire, não sofra antecipadamente, não podemos prever o amanhã.

Se você esta em um emprego “bom  financeiramente” mas péssimo em outros sentidos, não se acomode a essa situação, procure algo melhor se arrisque. Hoje devemos buscar ambientes de trabalhos que nos faça se sentir bem, que esteja ligado aos nosso propósitos.

Afinal, o que adianta ganharmos muito dinheiro para depois gastar pagando remédios ? .

Se sente a vontade de viver o novo, seja viajando, mudando de emprego, terminando um relacionamento, mudando de cidade ou pais, vai se arrisque. Se nada der certo você sempre terá um lugar para voltar de braços aberto te esperando.

Viva aquilo que você quer viver. Afinal, só vivemos uma vida não ha desperdice.

Aceitação

By: Tumblr

   É engraçado que depois que crescemos paramos para prestar atenção em algumas coisas que costumávamos a fazer e não prestávamos atenção.
  Acho que tive um desses momentos em que parei para pensar nas coisas que fiz, e se fiz elas porque eu queria fazer ou porque as pessoas queriam que eu fizesse.

  E sabe o que aconteceu? Eu percebi que em todo o momento tentei ser aceita pelas pessoas, fazia as coisas porque as pessoas esperavam que eu fizesse ou esperavam que eu fosse. Poucas coisas eu fiz porque queria fazer e sabe o que eu também percebi ? Que as pessoas não gostaram ou fingiam gostar quando fiz.

  É na família, na amizade e nos relacionamentos. Sempre ouvimos que ás vezes temos que ceder, mas ceder não é se anular. Eu sempre me anulei para validar as pessoas e isso é errado e me sinto triste por perceber isso tão tarde. Você não tem que fazer isso, as pessoas não precisam gostar de você da mesma forma que você não precisa gostar delas, mas elas tem que te respeitar e aceitar que você é você.

 É doido como percebi que eu desde pequena sempre fiz isso, queria ser amiga de todo mundo mesmo que eu sabia que a pessoa não gostava de mim, eu via a pessoa como melhor pessoa do mundo, em momentos poderia ate ser inocência em outro não sei.  Dentro de casa sempre quis ter a atenção dos meus pais, isso que acontece quando se tem muitos irmãos. E os pais sempre estão mais presentes para algum do que para outros, exaltam alguns e rebaixam outros, nunca façam isso. Doí, e em qualquer idade percebemos. Colocar um filho no pedestal fazem os outros se sentirem mal, é faze-los viver a tentar ser aceito em sua própria casa.

  Uma criança que falava que queria morrer e vivia chorando, não é normal. Nunca foi e nunca será. Algo estava acontecendo e ninguém jamais quis notar.  Brincar com o sentimento da criança como se ela não soubesse o que esta sentindo, é anular os sentimento dela e isso não faz o sentimento acabar, potencializa. Vigiem! Ouvir as pessoas falaram com tom de ironia e brincadeira que eu era dramática e que ficava falando que queria morrer. Nunca foi brincadeira, nem naquela época.

 Nos começamos á nos fechar pro mundo, achamos que ninguém realmente liga para o que sentimos. E quando encontramos alguém que quer o nosso bem e estar ao nosso lado, acabamos a magoando por achar que ela é igual aos demais.

  Hoje me sinto uma pessoa que esta aprendendo o que é amar alguém, o que é confiar em alguém. O que é poder contar com alguém para tudo e o que é ter seu sentimento validado, me sinto uma criança conhecendo um Mundo de sentimentos que era para ja ter conhecido.

2018

Nada melhor do que começar o ano nos organizando, para tentarmos ser organizados e focados para conseguirmos realizarmos nossas metas.
 Pois se não nos organizarmos, entrará e saíra ano e aqueles seus sonhos nunca sairão do papel e posso falar com total autonomia não há nada mais triste do que isso, acabamos ficando com baixa autoestima e nos subestimando.
E para começar o ano decidi fazer um vídeo no meu canal sobre um balanço geral do meu ano de 2017 e o que eu quero ser em 2018. 

O medo que te trava

Foto: Reprodução

As vezes estamos tão ansiosa para algo acontecer logo, para passar logo e com isso o medo ir embora junto também. Sabe aquela reunião, entrevista algo muito importante que está para acontecer e você sofre antes da hora, achando que tudo vai dar errado, que você vai falhar e que irão te culpar ou te demitir.

O pior é saber a hora e dia que isso ira acontecer, nós já vemos mil possibilidades de dar merda antes de acontecer. E ás vezes de tanto desejar isso acontece, porque ficamos com tanta energia negativa que atrai tudo isso.
Então o que digo é acalme seu coração, fique tranquila que você e tão capaz quanto, tudo dará certo da melhor forma possível. Não pense o pior, pense sempre ou melhor ou simplesmente não pense nada, deixe acontecer.
Não lamente o leite derramado antes dele cair, pois as vezes é você que empurrou o copo e não percebeu.
Enquanto escrevia esse post, eu estava passando pela mesma situação e imagine para alguém que sofre com ansiedade, passei muito mal e com muita dor de cabeça. 
Por medo de estragar tudo, mas lembrei que se cheguei até aqui é porque era para mim estar aqui então não será agora que irei desistir.
Nunca em hipótese alguma desista do que você quer, porque se você quer você pode!!

As pessoas não te querem bem

Foto: Reprodução/ Artleo.com
Sei que o titulo é polêmico mas no fundo faz sentindo. 
Sempre duvidei quando falavam “as pessoas te querem bem, mas não melhor do que elas”. Eu pensava que não era possível uma pessoa que me conhecesse não ficasse feliz por mim quando algo de bom acontecia comigo. Não generalizando, pois é óbvio que existem “Pessoas e pessoas”, mas até você descobrir qual é qual você pode se ferir muito. Uma dica que dou é não conte os acontecimentos da sua vida ao mundo, pois há tanta pessoa ruim ao nosso redor que nos deseja tanto mal, que nossa.

As vezes é tão engraçado, eu não desejo mal a ninguém e descobri recentemente pessoas que me “odeiam” que até então eu não sabia, porque eu quando não gosto de alguém eu “excluo” a pessoa da minha vida, sendo nas redes sociais e na vida, não tenho interesse pelo o que acontece com ela, ela segue sua vida e eu a minha, mas existem pessoas que vivem em função de semear ódio, de ficar fuçando suas redes sociais, falando mal de você para outra pessoa, não sei se chamo isso de ódio ou de inveja, rs.

Algo que levo para minha vida é ser leve sempre, pois o que lançamos no mundo retorna para nós mesmos, se lanço amor e gratidão a vida me retornará coisas boas, se jogo ódio no mundo, ele te retornará da pior maneira.

Nunca devemos desejar para o outro ou fazer para o outro o que não gostaríamos que fizessem conosco.

Fica a dica! 😉

Distribuição de ódio gratuito

Fotos: Reprodução/ Tumblr.

Provavelmente todo mundo já passou por isso em algum momento da sua vida, aonde as pessoas te julgam pelo o que elas acham saber da sua vida.

As pessoas não sabem um terço de tudo aquilo que tu já passou para ser o que é  hoje e ela dizem com tanta certeza que você e algo que você não é.
Hoje vivemos em uma época que a distribuição de ódio é gratuita tanto no nosso dia a dia quanto nas redes sociais.
Não é só porque a pessoa é uma “pessoa publica” que você pode achar que tem o direito de a denegrir e ofender. Você pode até achar que na internet as pessoas não tem cara, mas sim tem. Nada que um processo judicial não faça acontecer!
Eu já me deixei ferir por muito comentários sobre mim que pessoas falavam e por incrível que pareça isso não veio via internet, pelo menos isso. 
Ser taxada de gorda, horrorosa, rica, aquilo e etc..
Inclusive por pessoas que nem sabiam da minha vida por completo só aquilo que eu quisesse que soubessem.

É engraçado como o ser humano pode ser tão baixo, um dia você esta ajudando a pessoa e no outro você é um monstro. Que linha tão tênue vivemos, aonde temos que atingir expectativas na vida das pessoas mesmo que isso fira a nossa.

Eu demorei para perceber que estava vivendo em função do que as pessoas achavam de mim, do que vivendo para mim mesma.
Me chamavam de gorda, eu parava de comer para emagrecer, mas não porque não estava feliz e sim porque queria estar como as pessoas queriam. Riam do meu sorriso, eu não sorria. Me chamavam de horrorosa, eu me arrumava. 
Só que chega em um ponto que você vê que nunca é o suficiente. E pior, as pessoas não tem coragem de falar isso na sua cara, falam por trás.
  
Eu vi que não era feliz assim, não era a Ariany que sempre fui feliz e radiante, que vivia rindo e alegrando a todos ao redor.
E ai fiz a melhor coisa que tinha que fazer ligar o foda-se, não gostou de mim só lamento.
Xoxo,

Inspiração

Foto: Reprodução/ Renatures.com
É engraçado como a vida acontece, estou a muito tempo sem postar aqui, pois sempre eu não me sentia estar sendo 100% eu, queria ser aqui a  Ariany aqui que sou na vida. 
E hoje é dia 06/08 exatamente 01:11, sim estou com insonia kk nunca tive e me sinto como se tivesse tomado um litro de café, estou a todo vapor. 
Acabei de assistir um filme “A inacreditável Jessica James” resolvemos assisti-lo em inglês com legenda em inglês para estudar e acabei percebendo que estava entendendo tudo sem ler as legendas.
E tão louco se perceber compreendendo o inglês automaticamente. 
Ops a pessoa já muda de foco, rápido! kk       
Eu percebi o quanto eu me limitava pelo o que as pessoas falavam e o que eu pensava também.
Nós levamos muito em consideração o que as pessoas dizem ao nosso respeito, sabendo que não faz sentido na grande maioria das vezes.
Quando diziam que eu não conseguiria algo, havia momentos que eu levava isso tão a sério que desistia de tentar, porque fulano disse que eu não conseguiria.
Mas em outros momentos dizer que algo era impossível é o que me movia para frente, para arriscar e provar que sim não é impossível, que sim eu poderia conseguir.
Então como eu disse no vídeo das universidades, não deixa que digam que você não ira conseguir que é impossível, porque não é só porque ninguém nunca tentou que isso seja impossível.

Estou com tanta ideia de post sobre assuntos diversos sobre questões do dia a dia. 

Se preparem \o
Xoxo,

Cheguei

Estava tão desanimada com o blog visualmente querendo mudar o seu visual torna-lo responsivo, porém o custo é alto. E decidi por enquanto ir mudando ele manualmente por html para ir ficando do meu jeitinho. Mas ha muito trabalho a fazer, mas decidi que isso não deveria ser o motivo para mim sair da blogosfera.

Quando comecei o blog o intuito era de trazer meu cotidiano, minhas dicas algo mais pessoal. Mas ao longo dos 5 anos do blog eu acabei me perdendo e também perdendo o intuito com ele.

Estou trabalhando agora em trazer coisas que aprendi ao logo desse tempo o que estou aprendendo no momento e dividir com vocês tudo isso além dos conteúdos que divido no youtube.

Espero conseguir manter o blog com o pé no chão novamente, porque eu amo escrever!!

Se vocês quiserem ver sobre algum assunto que eu não tenha escrito aqui ainda, mandem sugestões que eu irei fazer \o.

Então é isso, um pequeno desabafo sobre a vida! kk

Xoxo,